Junte-se à nós para mais um Webcast da InterSystems Brasil, desta vez em parceria com a Confluence Informática com o tema "Solução para Monitoramento e Auditoria de Integrações", que será realizado no dia 12 de novembro às 11h (Horário de Brasília).

Inscreva-se, as vagas são limitadas

50
0 0 21

Neste artigo eu gostaria de falar sobre a abordagem de especificação primeiro (spec-first) para o desenvolvimento de APIs REST.

Embora o desenvolvimento de API REST com código primeiro (code-first) tradicional seja assim:

  • Escrever o código
  • Habilitando-o com REST
  • Documentando-o (como uma API REST)

A especificação primeiro (spec-first) segue os mesmos passo, mas ao contrário. Começamos com uma especificação, também usando-a como documentação, geramos uma aplicação REST padrão a partir dela e, finalmente, escrevemos alguma lógica de negócios.

Isso é vantajoso porque:

  • Você sempre tem uma documentação relevante e útil para desenvolvedores externos ou front-end que desejam usar sua API REST
  • A especificação criada em OAS (Swagger) pode ser importada em uma variedade de ferramentas permitindo edição, geração de cliente, gerenciamento de API, teste de unidade e automação ou simplificação de muitas outras tarefas
  • Arquitetura de API aprimorada.  Na abordagem de código primeiro (code-first), a API é desenvolvida método a método então um desenvolvedor pode facilmente perder o controle da arquitetura geral da API, no entanto, com a especificação primeiro (spec-first), o desenvolvedor é forçado a interagir com uma API a partir da posição de um consumidor de API, o que geralmente ajuda no design de uma arquitetura melhor da API.
  • Desenvolvimento mais rápido - como todo código padrão é gerado automaticamente, você não terá que escrevê-lo, tudo o que resta é desenvolver a lógica de negócios.
  • Loops de feedback mais rápidos - os consumidores podem obter uma visão da API imediatamente e podem oferecer sugestões com mais facilidade, simplesmente modificando as especificações
    Vamos desenvolver nossa API em uma abordagem de especificação primeiro!
20
0 0 77

Olá Desenvolvedores!

Aqui estão os bônus tecnológicos do Concurso de Interoperabilidade InterSystems que irão lhe dar pontos extras durante a votação:

  • Uso do Business Process BPL ou Business Rule DTL 
  • Uso de Adaptadores de Interoperabilidade Customizados
  • Uso da Production EXtension(PEX) Java ou .NET 
  • Uso do Workflow 
  • Implantação usando o pacote ZPM 
  • Uso de contêiner Docker 

Vejam os detalhes abaixo.

30
0 0 34

Desta vez, quero falar sobre algo não específico do InterSystems IRIS, mas que acho importante se você deseja trabalhar com Docker e seu servidor no trabalho é um PC ou laptop com Windows 10 Pro ou Enterprise.

Como você provavelmente sabe, a tecnologia de contêineres vem basicamente do mundo Linux e, hoje em dia, está em hosts Linux onde apresenta potencial máximo. Quem usa o Windows normalmente vê que tanto a Microsoft quanto o Docker têm feito esforços importantes nos últimos anos que nos permitem rodar contêineres baseados em imagens Linux em nosso sistema Windows de uma maneira muito fácil... mas é algo que não é suportado para sistemas em produção e, este é o grande problema, não é confiável se quisermos manter os dados persistentes fora dos contêineres, no sistema host... principalmente devido às grandes diferenças entre os sistemas de arquivos Windows e Linux. No final, o próprio Docker para Windows usa uma pequena máquina virtual Linux (_MobiLinux) para executar os contêineres... ele faz isso de forma transparente para o usuário do Windows... e funciona perfeitamente bem se, como eu disse, você não exigir que seus bancos de dados sobrevivam mais do que o contêiner...

Bem... vamos direto ao ponto... o ponto é que muitas vezes, para evitar problemas e simplificar, precisamos de um sistema Linux completo e, se nosso servidor for baseado em Windows, a única maneira de fazê-lo é por meio de uma máquina virtual. Pelo menos até o WSL2 no Windows ser lançado, mas isso será uma outra história e com certeza levará um pouco de tempo para se tornar robusto o suficiente.

Neste artigo, vou lhe dizer, passo a passo, como instalar um ambiente onde você poderá trabalhar, se precisar, com contêineres Docker em um sistema Ubuntu em seu servidor Windows. Vamos lá...

20
0 0 58

Fala pessoal, tudo bem?

Criar Database, Namespace, Aplicações REST utilizando o Portal de Administração são tarefas super simples!

Você só precisar de alguns poucos cliques, quer dizer, de muitos cliques, talvez até mais cliques do que você gostaria.

Agora, e se eu te contar que você pode trocar todos esses cliques por uma simples linha de comando?!

40
0 0 32

Olá Comunidade!

É com grande prazer que convidamos todos os desenvolvedores para o o próximo Webinar Inicial do Concurso de Interoperabilidade InterSystems! O assunto deste webinar é o Concurso de Interoperabilidade.

Neste webinar, nós iremos falar a respeito das funcionalidades de interoperabilidade de nossa plataforma de dados InterSystems IRIS, iremos fazer uma demonstração de como criar uma solução de interoperabilidade básica no IRIS e demonstrar como utilizar o PEX. Além disto iremos discutir e responder perguntas de como criar soluções de interoperabilidade utilizando as plataformas de dados InterSystems IRIS e IRIS for Health.

Dara e Horário: Segunda, 2 de Novembro — 12:00 BRT (horário de Brasília)

Palestrantes:  
🗣 @Stefan Wittmann, InterSystems Product Manager 
🗣 @Eduard Lebedyuk, InterSystems Sales Engineer
🗣 @Evgeny Shvarov, InterSystems Developer Ecosystem Manager


20
0 0 27
Olá desenvolvedores,

A InterSystems está propondo um novo e fácil desafio como parte do Global Summit 2020. Como vocês já sabem, as plataformas de dados IRIS Data Platform 2020.4 e IRIS for Health 2020.4 estão no momento em sua versão de prévia.  Nós estamos buscando melhorar a experiência dos desenvolvedores que pretendem migrar dos lançamentos anteriores em contêineres de 2020 destes produtos para a versão prévia 2020.4

Nós os convidamos para responder a pesquisa e ganhar 7000 pontos no Global Masters🎁

20
0 0 23
Artigo
Henrique Dias · Out. 26, 2020 3min de leitura
Painel IRIS History Monitor

Fala pessoal!


Quero dividir com vocês um projeto pessoal, que iniciou como um simples pedido no meu trabalho: 

É possível saber quantas licenças Caché estamos utilizando? 

Lendo outros artigos aqui na comunidade, eu encontrei este excelente artigo de David Loveluck 

80
0 0 46

Olá, desenvolvedores!

"objectscript.conn" :{
      "ns": "IRISAPP",
      "active": true,
      "docker-compose": {
        "service": "iris",
        "internalPort": 52773
      }

Quero compartilhar com vocês um novo recurso bem maneiro que descobri no novo lançamento 0.8 do plugin VSCode ObjectScript de @Dmitriy Maslennikov e CaretDev.

O lançamento traz uma nova configuração "docker-compose", que resolve o problema com as portas necessárias para fazer o VSCode Editor se conectar à IRIS. Não era muito conveniente se você tivesse mais de um contêiner Docker com a IRIS em execução na mesma máquina. Agora, esse problema foi resolvido!

Veja abaixo como funciona.

10
0 0 26

Introdução

Estamos na era da economia multi-plataforma, e as API's são a "liga" deste cenário digital. Sendo tão importantes, elas são encaradas por desenvolvedores como um serviço ou produto a ser consumido. Assim sendo, a experiência na sua utilização é um fator crucial de sucesso.

80
2 2 127

Introdução

Hoje em dia existem muitas aplicações que estão usando o Open Authorization framework (OAuth) para acessar recursos de todos os tipos de serviços de maneira segura, confiável e eficiente. O InterSystems IRIS já é compatível com a estrutura OAuth 2.0, na verdade, há um ótimo artigo na comunidade sobre OAuth 2.0 e InterSystems IRIS no seguinte link aqui.

70
1 0 43

Olá, desenvolvedores!

Muitos de vocês publicam suas bibliotecas InterSystems ObjectScript no Open Exchange e GitHub.

Mas o que você faz para facilitar o uso e a colaboração do seu projeto por desenvolvedores?

Neste artigo, quero apresentar uma maneira fácil de iniciar e contribuir com qualquer projeto ObjectScript apenas copiando um conjunto padrão de arquivos para o seu repositório.

Vamos lá!

40
0 0 62