Publicado o novo lançamento da versão 1.5 do InterSystems API Manager (IAM).

O contêiner do IAM, incluindo todos os artefatos necessários para realizar a atualização a partir de versões anteriores do IAM podem ser baixados do site de Distribuição de Software do WRC na área de Componentes.

O número de registro deste lançamento é  IAM 1.5.0.9-4.

20
0 0 38

A pandemia que atacou o mundo em 2020 fez com que todos passassem a acompanhar as notícias e números que envolvem a COVID-19.

Então, por que não usar essa oportunidade e criar algo simple e agradável de se acompanhar os números das vacinações mundo afora?

Para participar deste desafio, utilizo os dados providos pelo Our World in Data - Research and data to make progress against the world’s largest problems.

40
0 2 148

Nesta série de artigos de três partes, é mostrado como você pode usar o IAM para simplesmente adicionar segurança, de acordo com os padrões do OAuth 2.0, a um serviço não autenticado anteriormente implantado no IRIS.

Na primeira parte, foram fornecidos alguns conhecimentos sobre o OAuth 2.0, juntamente com algumas definições e configurações iniciais do IRIS e IAM, para facilitar a compreensão de todo o processo de proteção dos seus serviços.

10
0 0 44

Neste artigo eu gostaria de falar sobre a abordagem de especificação primeiro (spec-first) para o desenvolvimento de APIs REST.

Embora o desenvolvimento de API REST com código primeiro (code-first) tradicional seja assim:

  • Escrever o código
  • Habilitando-o com REST
  • Documentando-o (como uma API REST)

A especificação primeiro (spec-first) segue os mesmos passo, mas ao contrário. Começamos com uma especificação, também usando-a como documentação, geramos uma aplicação REST padrão a partir dela e, finalmente, escrevemos alguma lógica de negócios.

Isso é vantajoso porque:

  • Você sempre tem uma documentação relevante e útil para desenvolvedores externos ou front-end que desejam usar sua API REST
  • A especificação criada em OAS (Swagger) pode ser importada em uma variedade de ferramentas permitindo edição, geração de cliente, gerenciamento de API, teste de unidade e automação ou simplificação de muitas outras tarefas
  • Arquitetura de API aprimorada.  Na abordagem de código primeiro (code-first), a API é desenvolvida método a método então um desenvolvedor pode facilmente perder o controle da arquitetura geral da API, no entanto, com a especificação primeiro (spec-first), o desenvolvedor é forçado a interagir com uma API a partir da posição de um consumidor de API, o que geralmente ajuda no design de uma arquitetura melhor da API.
  • Desenvolvimento mais rápido - como todo código padrão é gerado automaticamente, você não terá que escrevê-lo, tudo o que resta é desenvolver a lógica de negócios.
  • Loops de feedback mais rápidos - os consumidores podem obter uma visão da API imediatamente e podem oferecer sugestões com mais facilidade, simplesmente modificando as especificações
    Vamos desenvolver nossa API em uma abordagem de especificação primeiro!
20
0 0 332

Introdução

Estamos na era da economia multi-plataforma, e as API's são a "liga" deste cenário digital. Sendo tão importantes, elas são encaradas por desenvolvedores como um serviço ou produto a ser consumido. Assim sendo, a experiência na sua utilização é um fator crucial de sucesso.

80
2 2 236

Introdução

Hoje em dia existem muitas aplicações que estão usando o Open Authorization framework (OAuth) para acessar recursos de todos os tipos de serviços de maneira segura, confiável e eficiente. O InterSystems IRIS já é compatível com a estrutura OAuth 2.0, na verdade, há um ótimo artigo na comunidade sobre OAuth 2.0 e InterSystems IRIS no seguinte link aqui.

70
1 0 59