Neste artigo eu gostaria de falar sobre a abordagem de especificação primeiro (spec-first) para o desenvolvimento de APIs REST.

Embora o desenvolvimento de API REST com código primeiro (code-first) tradicional seja assim:

  • Escrever o código
  • Habilitando-o com REST
  • Documentando-o (como uma API REST)

A especificação primeiro (spec-first) segue os mesmos passo, mas ao contrário. Começamos com uma especificação, também usando-a como documentação, geramos uma aplicação REST padrão a partir dela e, finalmente, escrevemos alguma lógica de negócios.

Isso é vantajoso porque:

  • Você sempre tem uma documentação relevante e útil para desenvolvedores externos ou front-end que desejam usar sua API REST
  • A especificação criada em OAS (Swagger) pode ser importada em uma variedade de ferramentas permitindo edição, geração de cliente, gerenciamento de API, teste de unidade e automação ou simplificação de muitas outras tarefas
  • Arquitetura de API aprimorada.  Na abordagem de código primeiro (code-first), a API é desenvolvida método a método então um desenvolvedor pode facilmente perder o controle da arquitetura geral da API, no entanto, com a especificação primeiro (spec-first), o desenvolvedor é forçado a interagir com uma API a partir da posição de um consumidor de API, o que geralmente ajuda no design de uma arquitetura melhor da API.
  • Desenvolvimento mais rápido - como todo código padrão é gerado automaticamente, você não terá que escrevê-lo, tudo o que resta é desenvolver a lógica de negócios.
  • Loops de feedback mais rápidos - os consumidores podem obter uma visão da API imediatamente e podem oferecer sugestões com mais facilidade, simplesmente modificando as especificações
    Vamos desenvolver nossa API em uma abordagem de especificação primeiro!
2 0
0 611
Artigo
Lily Taub · Dez. 21, 2020 9min de leitura
Um tutorial sobre WebSockets

Introdução

A maior parte da comunicação servidor-cliente na web é baseada em uma estrutura de solicitação e resposta. O cliente envia uma solicitação ao servidor e o servidor responde a esta solicitação. O protocolo WebSocket fornece um canal bidirecional de comunicação entre um servidor e um cliente, permitindo que os servidores enviem mensagens aos clientes sem primeiro receber uma solicitação. Para obter mais informações sobre o protocolo WebSocket e sua implementação no InterSystems IRIS, consulte os links abaixo.

1 0
0 442

Introdução

Estamos na era da economia multi-plataforma, e as API's são a "liga" deste cenário digital. Sendo tão importantes, elas são encaradas por desenvolvedores como um serviço ou produto a ser consumido. Assim sendo, a experiência na sua utilização é um fator crucial de sucesso.

8 2
2 387

O Google Cloud Platform (GCP) fornece um ambiente rico em recursos para Infraestrutura como um Serviço (IaaS) como uma oferta em nuvem totalmente capaz de oferecer suporte a todos os produtos da InterSystems, incluindo a mais recente plataforma de dados InterSystems IRIS . Deve-se ter cuidado, como com qualquer plataforma ou modelo de implantação, para garantir que todos os aspectos de um ambiente sejam considerados, como desempenho, disponibilidade, operações e procedimentos de gerenciamento.  As especificidades de cada uma dessas áreas serão abordadas neste artigo.

1 0
0 374

Desta vez, quero falar sobre algo não específico do InterSystems IRIS, mas que acho importante se você deseja trabalhar com Docker e seu servidor no trabalho é um PC ou laptop com Windows 10 Pro ou Enterprise.

Como você provavelmente sabe, a tecnologia de contêineres vem basicamente do mundo Linux e, hoje em dia, está em hosts Linux onde apresenta potencial máximo. Quem usa o Windows normalmente vê que tanto a Microsoft quanto o Docker têm feito esforços importantes nos últimos anos que nos permitem rodar contêineres baseados em imagens Linux em nosso sistema Windows de uma maneira muito fácil... mas é algo que não é suportado para sistemas em produção e, este é o grande problema, não é confiável se quisermos manter os dados persistentes fora dos contêineres, no sistema host... principalmente devido às grandes diferenças entre os sistemas de arquivos Windows e Linux. No final, o próprio Docker para Windows usa uma pequena máquina virtual Linux (_MobiLinux) para executar os contêineres... ele faz isso de forma transparente para o usuário do Windows... e funciona perfeitamente bem se, como eu disse, você não exigir que seus bancos de dados sobrevivam mais do que o contêiner...

Bem... vamos direto ao ponto... o ponto é que muitas vezes, para evitar problemas e simplificar, precisamos de um sistema Linux completo e, se nosso servidor for baseado em Windows, a única maneira de fazê-lo é por meio de uma máquina virtual. Pelo menos até o WSL2 no Windows ser lançado, mas isso será uma outra história e com certeza levará um pouco de tempo para se tornar robusto o suficiente.

Neste artigo, vou lhe dizer, passo a passo, como instalar um ambiente onde você poderá trabalhar, se precisar, com contêineres Docker em um sistema Ubuntu em seu servidor Windows. Vamos lá...

2 0
0 333

Introdução

Com a transformação digital no mundo dos negócios, novos recursos ou funcionalidades nos softwares oferecidos por uma empresa, podem significar vantagem competitiva. No entanto, se o time de TI não estiver preparado com a cultura, metodologia, práticas e ferramentas corretas, pode ser muito difícil garantir a entrega dessas novas funcionalidades a tempo hábil.

4 0
0 331
Artigo
Fabiano Sanches · Fev. 22, 2021 2min de leitura
O que um "Starter Pack" significa?

Estou feliz em anunciar que liberamos recentemente nosso segundo Starter Pack. Este é um caso de uso para indústria de mineração e, o anterior, havia sido para IoT (Internet das Coisas) em manufatura (OEE - Operational Equipment Effectiveness).

Mas o que isso significa, exatamente?

InterSystems IRIS Starter Packs (agradeço ao Joe Lichtenberg que ajudou com este texto)

4 0
0 237

Tempo estimado de leitura: 6 minutos
 

Olá a todos,

Fui apresentado ao TDD há quase 9 anos e imediatamente me apaixonei por ele. 
Hoje em dia se tornou muito popular, mas, infelizmente, vejo que muitas empresas não o utilizam. Além disso, muitos desenvolvedores nem sabem o que é exatamente ou como usá-lo, principalmente iniciantes.

 

 

2 1
0 224

Olá, desenvolvedores!

Muitos de vocês publicam suas bibliotecas InterSystems ObjectScript no Open Exchange e GitHub.

Mas o que você faz para facilitar o uso e a colaboração do seu projeto por desenvolvedores?

Neste artigo, quero apresentar uma maneira fácil de iniciar e contribuir com qualquer projeto ObjectScript apenas copiando um conjunto padrão de arquivos para o seu repositório.

Vamos lá!

4 0
0 211

A pandemia que atacou o mundo em 2020 fez com que todos passassem a acompanhar as notícias e números que envolvem a COVID-19.

Então, por que não usar essa oportunidade e criar algo simple e agradável de se acompanhar os números das vacinações mundo afora?

Para participar deste desafio, utilizo os dados providos pelo Our World in Data - Research and data to make progress against the world’s largest problems.

4 2
0 199

Olá Comunidade,

 

Chegou a hora de iniciarmos o desenvolvimento dos relatórios utilizando o InterSystems IRIS Reports, powered by Logi Analytcs.

Lembrando que na primeira parte do artigo falamos o que é o InterSystems IRIS Reports, e como ele vem facilitar a vida dos desenvolvedores na entrega de relatórios, e na segunda parte executamos o procedimento de instalação dos ambientes server e designer e o procedimento para fazer o download dos binários de instalação!

Alguns conceitos importantes antes de iniciarmos o desenvolvimento sobre os tipos de relatórios que podemos desenvolver:

  • Estáticos: Os relatórios e seus resultados não podem ser modificados pelo usuário final. O layout e os dados inclusos são definidos pelo desenvolvedor.
  • Dinâmicos: Os relatórios podem ser modificados pelos usuários finais, como no estático o layout e dos dados são inclusos pelo desenvolvedor, porém o usuário final consegue modificá-los em tempo de execução.
  • Ad Hoc – Relatórios e dados são construídos e modificados em tempo de execução pelo usuário final. 
3 2
0 158

Imagine que você queira ver o que a tecnologia InterSystems pode oferecer em termos de análise de dados. Você estudou a teoria e agora quer um pouco de prática. Felizmente, a InterSystems oferece um projeto que contém alguns bons exemplos: Samples BI. Comece com o arquivo README, pulando qualquer coisa associada ao Docker, e vá direto para a instalação passo a passo. Inicie uma instância virtual, instale o IRIS lá, siga as instruções para instalar o Samples BI e, a seguir, impressione o chefe com belos gráficos e tabelas. Por enquanto, tudo bem. 

Inevitavelmente, porém, você precisará fazer alterações.

2 0
0 140
Artigo
Yuri Marx · Mar. 8, 2021 3min de leitura
Dia 1: Desenvolvimento com Intersystems Objects e SQL

Eu estou participando no Desenvolvendo com Objetos InterSystems e SQL com Joel Solon, o curso é muito legal e eu vou compartilhar algumas dicas com vocês que eu peguei durante o treinamento. Dicas apresentadas no dia 1:

1. InterSystems IRIS unifica: banco de dados InterSystems IRIS (Caché), Interoperabilidade IRIS (Ensemble), inteligência de negócios IRIS  (DeepSee) e Análise de texto IRIS (iKnow).

2. IRIS é multimodelo: objeto, relacional, documento e multidimensional

3 0
0 137

Olá pessoal,

Preciso configurar certificado SSL para uma instância InterSystems API Manager, versão "iam:1.5.0.9-4" e gostaria de saber qual procedimento deve ser feito, para que a minha instância esteja disponível com ssl habilitado.

Minha instalação foi feita com base na documentação Installing IAM

 

 

1 3
0 127

É um prazer anunciar que o DBeaver suporta a plataforma de dados InterSystems IRIS nativamente desde a versão 7.2.4. Você não precisa realizar uma configuração manual mais, basta identificar o ícone do IRIS na lista de conexões. 

<--break->Todos os campos necessários já vem preenchidos mas, não se esqueça de colocar seu usuário e senha !!!!

3 0
0 122
Artigo
Gabriel Vellasq... · Mar. 22, 2021 6min de leitura
Proteja sua API REST aplicando OWASP Top 10

Olá comunidade,

Você sabia sobre OWASP e os dez principais riscos de segurança de aplicativos da Web para sua API da Web ou aplicativos da Web?

OWASP é uma fundação comunitária criada para nos ajudar a melhorar a segurança de aplicativos / APIs da web. O OWASP torna os aplicativos da web mais seguros por meio de seus projetos de software de código aberto liderados pela comunidade, centenas de capítulos em todo o mundo, dezenas de milhares de membros e hospedando conferências locais e globais.

1 0
0 120

Olá comunidade,

              Vamos para a 2º parte do artigo InterSystems IRIS Reports.

Somente relembrando na primeira parte do artigo falamos dos desafios existentes para atender a demanda das áreas de negócios, clientes ou usuários finais com a entrega de relatórios em diversos formatos e suas melhorias, e como o InterSystems IRIS Reports vem para facilitar está demanda, facilitando o desenvolvimento, a administração, o deploy de relatórios em diversos formatos, bem como a automação da distribuição por e-mail ou pastas e integração (build-in) em suas aplicações já existentes!

O InterSystems IRIS Reports, powered by Logi Report se encontra disponível para download no WRC (https://wrc.intersystems.com/wrc/coDistribution.csp), lembrando que para clientes que já possuem o licenciamento InterSystems IRIS Advanced Server ou InterSystems IRIS Advanced for Health, precisam somente abrir um chamado solicitando o serial para a instalação do InterSystems IRIS Reports, sem custo adicional.

Como mencionando no artigo anterior o InterSystems IRIS Reports é divido em dois componentes:

Server: O ambiente servidor tem a sua finalidade de administrar as configurações e segurança. É também onde os usuários finais via browser têm acesso aos relatórios, você pode agendar execução de relatórios, aplicar filtros e modificar os relatórios disponibilizados.

Designer: O ambiente designer por sua vez é onde os relatórios são desenvolvidos. É possível visualizar os relatórios antes de disponibilizar acessando diretamente a bases de dados.

3 0
0 118

Olá pessoal!

@José Roberto Pereira e @Henrique Dias propuseram uma nova forma de visualizar mensagens no IRIS Interoperability em uma atualização recente do MessageViewer. Nessa atualização, tentaram dar aos usuários uma visualização baseada em um diagrama de sequência UML. Você pode obter mais informações no artigo anterior.

A fim de obter todos os cálculos de geometria complicados para desenhar esse diagrama, usaram a incrível biblioteca de código aberto mermaid JS. E o que eles gostariam de compartilhar com você neste artigo, é como usar esta biblioteca. Vamos nos concentrar apenas no diagrama de sequência, mas esteja ciente de que essa biblioteca permite que você faça muito mais.

O Mermaid usa uma sintaxe inspirada no Markdown para definir diagramas. É super intuitivo, então acho que é melhor mostrar um exemplo em vez de escrever muito texto chato:

sequenceDiagram
Alice->>John: Hello John, how are you?
loop Healthcheck
    John->>John: Fight against hypochondria
end
Note right of John: Rational thoughts!
John-->>Alice: Great!
John->>Bob: How about you?

3 0
0 117
Artigo
Henrique Dias · Out. 26, 2020 3min de leitura
Painel IRIS History Monitor

Fala pessoal!


Quero dividir com vocês um projeto pessoal, que iniciou como um simples pedido no meu trabalho: 

É possível saber quantas licenças Caché estamos utilizando? 

Lendo outros artigos aqui na comunidade, eu encontrei este excelente artigo de David Loveluck 

9 0
0 116
Artigo
Jhonata Rebouças · Maio 1, 2021 5min de leitura
Serviço adaptável a diferentes consultas SQL

O mesmo serviço com a possibilidade de receber várias consultas SQL diferentes e sempre entregar o resultado independente de quantas colunas distintas tenham essas diferentes consultas. Aqui demonstro como pode ser possível montar esse tipo de serviço utilizando o Service Bus da Intersystems.

Possível cenário (Desconsiderar o uso de um BI):

Vamos pensar em um painel real time onde iremos fornecer as informações de consumo de um material por região para o setor de compras e teremos as informações do nome do produto, fabricante e quantidade por exemplo.

5 0
0 110

Eu executo a maioria dos meus comentários usando o Docker Desktop no Windows 10.
De acordo com as recomendações, eu limpo o docker e os repositórios baixados após os testes:
Os repos são simples, mas o Docker é um pouco resistente a liberar o espaço em disco consumido.

1 0
0 110

Por padrão, o InterSystems IRIS expõe seus endpoints usando http, mas pode ser necessário executar https em seu ambiente de desenvolvimento e / ou obter acesso público à Internet para seu aplicativo. Você pode comprar ou obter um certificado e configurar um gateway, gastando muitas horas ou usando um ótimo serviço público chamado ngrok. Siga os passos:

1 - Execute seu aplicativo, usarei o template FHIR como amostra, veja:

0 0
0 103

Introdução
Vários recursos nos dizem como executar o IRIS em um cluster Kubernetes, como Implantar uma solução InterSystems IRIS no EKS usando GitHub Actions e Implantar a solução InterSystems IRIS no GKE usando GitHub Actions. Esses métodos funcionam, mas exigem que você crie manifestos do Kubernetes e gráficos do Helm, o que pode ser bastante demorado.
Para simplificar a implantação do IRIS, a InterSystems desenvolveu uma ferramenta incrível chamada InterSystems Kubernetes Operator (IKO). Vários recursos oficiais explicam o uso de IKO em detalhes, como  Novo vídeo: Intersystems IRIS Kubernetes Operator e InterSystems Kubernetes Operator.

1 0
0 102

Introdução

Hoje em dia existem muitas aplicações que estão usando o Open Authorization framework (OAuth) para acessar recursos de todos os tipos de serviços de maneira segura, confiável e eficiente. O InterSystems IRIS já é compatível com a estrutura OAuth 2.0, na verdade, há um ótimo artigo na comunidade sobre OAuth 2.0 e InterSystems IRIS no seguinte link aqui.

7 0
1 101