Artigo
· Nov. 10, 2023 9min de leitura
Minha primeira experiência usando o IAM

Experiência e feedback do curso on-line "Hands-On with InterSystems API Manager for Developers"

Com o meu conhecimento básico sobre o contêiner Docker e a API REST, queria tentar usar o InterSystems API Manager pela primeira vez para controlar APIs e microsserviços. Concluí esse curso online usando minha instância IRIS local como host (SO Windows) e o IAM em execução em uma VM Linux (convidado).

2 0
0 72

Veremos a seguir como o InterSystems IRIS aliado com Machine Learning pode transformar para melhor a educação do Brasil e do mundo

image

.
.

O video de apresentação:

Clique na imagem abaixo para ver o video de apresentação.

.
.

10 6
2 250

Pesquisando sobre InterSystems IRIS e como ela pode transformar o negócio de uma organização me deparei com uma possibilidade: Como uma grande empresa pode melhorar sua eficiência operacional e oferecer uma experiência de compra mais personalizada para seus clientes?

0 0
0 47
InterSystems Oficial
· Abr. 5, 2023
IAM 3.2 Anuncio de Lançamento

Lançamento do IAM 3.2

O InterSystems API Manager (IAM) versão 3.2.1 agora está disponível para o público geral. Além das correções de bugs e pequenas melhorias, o IAM 3.2 adiciona novos plug-ins que podem ser do interesse dos clientes IRIS.

  • OAS Validation (oas-validation)
    • Valida requisições e respostas HTTP baseadas em OpenAPI 3.0 ou Especificação de API Swagger.
  • SAML (saml)
    • Fornece autenticação e autorização SAML v2.0 entre o provedor do serviço (Kong Gateway) e o provedor de identidade (IdP).
  • XML Threat Protection (xml-threat-protection)
    • Este novo plugin permite reduzir o risco de ataques XML checando a estrutura das cargas XML. Isso valida a complexidade máxima (profundidade da árvore), tamanho máximo de elementos e atributos.
  • AppDynamics (app-dynamics)
    • Integra Kong Gateway com a Plataforma AppDynamics APM.
  • JWE Decrypt (jwe-decrypt)
    • Permite descriptografar um token de entrada (JWE) em uma requisição.

2 0
0 36

Olá pessoal, tudo bem?

Estou com uma mensagem de alerta no portal do IAM, informando que a licença está prestes a expirar em alguns dias. Acredito que essa licença não tem ligação com a licença do IRIS, já que a licença IRIS vencerá com outra data.

Além da licença IRIS há a necessidade de adquirir uma licença junto ao Kong?

- IAM versão: iam:2.3.3.2-1

1 2
0 92

Olá Comunidade

Foi publicado um novo vídeo em nosso canal InterSystems Developers no YouTube:

Melhores Práticas para o InterSystems API Manager

https://www.youtube.com/embed/FYq8rIqmz2w
[Isso é um link incorporado, mas você não pode ver conteúdo incorporado diretamente no site, porque recusou os cookies necessários para acessá-lo. Para ver o conteúdo incorporado, você precisa aceitar todos os cookies nas suas Definições de cookies]

0 0
0 57
InterSystems Oficial
· Maio 21, 2021
Lançada a nova versão 2.3 do IAM !!!

Foi lançada a versão 2.3 do InterSystems API Manager (IAM).

O contêiner do IAM, incluindo todos os artefatos relevantes para realizar a atualização a partir de versões anteriores, podem ser baixados a partir do site de Distribuição de Software do WRC na área de Componentes.

O número do build deste lançamento é IAM 2.3.3.2-1.

Este lançamento é baseado no Kong Enterprise versão 2.3.3.2.

2 0
0 110
InterSystems Oficial
· Fev. 18, 2021
Lançada a nova versão 1.5.0.9 do IAM

Publicado o novo lançamento da versão 1.5 do InterSystems API Manager (IAM).

O contêiner do IAM, incluindo todos os artefatos necessários para realizar a atualização a partir de versões anteriores do IAM podem ser baixados do site de Distribuição de Software do WRC na área de Componentes.

O número de registro deste lançamento é IAM 1.5.0.9-4.

2 0
0 82

Neste artigo eu gostaria de falar sobre a abordagem de especificação primeiro (spec-first) para o desenvolvimento de APIs REST.

Embora o desenvolvimento de API REST com código primeiro (code-first) tradicional seja assim:

  • Escrever o código
  • Habilitando-o com REST
  • Documentando-o (como uma API REST)

A especificação primeiro (spec-first) segue os mesmos passo, mas ao contrário. Começamos com uma especificação, também usando-a como documentação, geramos uma aplicação REST padrão a partir dela e, finalmente, escrevemos alguma lógica de negócios.

Isso é vantajoso porque:

  • Você sempre tem uma documentação relevante e útil para desenvolvedores externos ou front-end que desejam usar sua API REST
  • A especificação criada em OAS (Swagger) pode ser importada em uma variedade de ferramentas permitindo edição, geração de cliente, gerenciamento de API, teste de unidade e automação ou simplificação de muitas outras tarefas
  • Arquitetura de API aprimorada. Na abordagem de código primeiro (code-first), a API é desenvolvida método a método então um desenvolvedor pode facilmente perder o controle da arquitetura geral da API, no entanto, com a especificação primeiro (spec-first), o desenvolvedor é forçado a interagir com uma API a partir da posição de um consumidor de API, o que geralmente ajuda no design de uma arquitetura melhor da API.
  • Desenvolvimento mais rápido - como todo código padrão é gerado automaticamente, você não terá que escrevê-lo, tudo o que resta é desenvolver a lógica de negócios.
  • Loops de feedback mais rápidos - os consumidores podem obter uma visão da API imediatamente e podem oferecer sugestões com mais facilidade, simplesmente modificando as especificações
    Vamos desenvolver nossa API em uma abordagem de especificação primeiro!
2 0
0 1.1K