Function as a service (FaaS) é uma categoria de serviços de computação na nuvem que disponibiliza uma plataforma que permite que os clientes desenvolvam, executem e gerenciem as funcionalidades das aplicações sem que tenham a complexidade de construir e manter a infraestrutura tipicamente associada a se desenvolver e lançar um app. Construir uma aplicação seguindo este modelo é uma das formas de se alcançar uma arquitetura "serverless" e é tipicamente utilizada quando se constroem aplicações baseadas em microsserviços.

Wikipedia

FaaS é uma abordagem extremamente popular para se executar cargas de trabalho na nuvem, permitindo que os desenvolvedores mantenham o foco na escrita de códigos.

Este artigo irá mostrar-lhe como implantar métodos do InterSystems IRIS na forma FaaS.

2 0
0 35

Da última vez, lançamos uma aplicação IRIS no Google Cloud usando seu serviço GKE.

E, embora criar um cluster manualmente (ou por meio do gcloud) seja fácil, a abordagem de Infraestrutura como Código (IaC) moderna recomenda que a descrição do cluster Kubernetes também seja armazenada no repositório como código. Como escrever este código é determinado pela ferramenta que é usada para IaC.

No caso do Google Cloud, existem várias opções, entre elas o Deployment Manager e o Terraform. As opiniões estão divididas quanto o que é melhor: se você quiser saber mais, leia este tópico no Reddit Opiniões sobre Terraform vs. Deployment Manager? e o artigo no Medium Comparando o GCP Deployment Manager e o Terraform.

0 0
0 66

Introdução

Suponha que você desenvolveu uma nova aplicação utilizando a parte de Interoperabilidade do InterSystems IRIS e você tem certeza de que será um sucesso! No entanto, você ainda não tem um número concreto de quantas pessoas irão utilizá-la. Além disso, pode haver dias específicos em que há mais pessoas utilizando sua aplicação e dias em que quase ninguém irá acessar. Deste modo, você necessita de que sua aplicação seja escalável!

0 0
0 51

Introdução

Suponha que você desenvolveu uma nova aplicação utilizando a parte de Interoperabilidade do InterSystems IRIS e você tem certeza de que será um sucesso! No entanto, você ainda não tem um número concreto de quantas pessoas irão utilizá-la. Além disso, pode haver dias específicos em que há mais pessoas utilizando sua aplicação e dias em que quase ninguém irá acessar. Deste modo, você necessita de que sua aplicação seja escalável!

3 0
2 64

Introdução

Com a transformação digital no mundo dos negócios, novos recursos ou funcionalidades nos softwares oferecidos por uma empresa, podem significar vantagem competitiva. No entanto, se o time de TI não estiver preparado com a cultura, metodologia, práticas e ferramentas corretas, pode ser muito difícil garantir a entrega dessas novas funcionalidades a tempo hábil.

4 0
0 476

O Google Cloud Platform (GCP) fornece um ambiente rico em recursos para Infraestrutura como um Serviço (IaaS) como uma oferta em nuvem totalmente capaz de oferecer suporte a todos os produtos da InterSystems, incluindo a mais recente plataforma de dados InterSystems IRIS . Deve-se ter cuidado, como com qualquer plataforma ou modelo de implantação, para garantir que todos os aspectos de um ambiente sejam considerados, como desempenho, disponibilidade, operações e procedimentos de gerenciamento. As especificidades de cada uma dessas áreas serão abordadas neste artigo.

1 0
0 522

Imagine que você queira ver o que a tecnologia InterSystems pode oferecer em termos de análise de dados. Você estudou a teoria e agora quer um pouco de prática. Felizmente, a InterSystems oferece um projeto que contém alguns bons exemplos: Samples BI. Comece com o arquivo README, pulando qualquer coisa associada ao Docker, e vá direto para a instalação passo a passo. Inicie uma instância virtual, instale o IRIS lá, siga as instruções para instalar o Samples BI e, a seguir, impressione o chefe com belos gráficos e tabelas. Por enquanto, tudo bem.

Inevitavelmente, porém, você precisará fazer alterações.

2 0
0 177