Guilherme,

Bom dia.

Como você trabalha com o visual studio?

Eu sempre utilizo a opção "Edit code on namespace" e ao criar ou deletar classes, as mesmas são deletadas criadas e deletadas automaticamente no Caché.

Bom dia Luiz,

No código em que você vai fazer a leitura da Stream, você pode usar da seguinte forma:

set stream ##class(%Stream.GlobalCharacter).%Open(tResult.%GetData(1))

jsonPEV ""jsonPEV stream.Read()

O que retorna no SQL é o OID da Stream, que você precisa para abrir e recuperar o conteúdo da mesma.

Olá Guilherme,

Exato, o que fizemos aqui em algumas integrações foi converter o XML em uma FileCharacterStream e quando é necessário usar este objeto fazemos o correlate dele diretamente na BO, ai só existe o tráfego dessas streams e não  mais dos objetos externos que dificultam o processo de limpeza.

Se precisar de alguma ajuda me informe.

Olá Guilherme,

Na sua classe de mensagens você possui uma propriedade que aponta a outro objeto que possui stream ou a propriedade já é stream?

Pergunto pois já tive essa situação diversas vezes e resolvemos isso com uma mudança na classe de mensagens para não mais referenciar outros objetos.

Renan,

Boa tarde.

Qual device está conectado ao BS? É algum teste, ou existe realmente um equipamento conectado a este BS.

Como está o "Modo de resposta" do BS?

Olá Fabio,

A gente usa a versão 6.7.

Mas, já atendi alguns clientes com a versão 7 rodando a versão 2018 do caché.

Olá Fabio,

Se o processo morreu normalmente sem uma ação manual ou algo do tipo, acredito que não fique nenhuma informação. Nesse caso você teria que coletar as informações para poder analisar depois assim como acontece com o pButtons. Se for uma máquina linux também é possível verificar se está gerando o SAR para ter mais algumas informações adicionais. A máquina é windows ou linux? Você procura especificadamente por queryes lentas ou ações lentas ainda não mapeadas?